Conheça 10 alimentos e antibióticos naturais que melhoram a imunidade

0
3310

1) ALHO

Doenças que previnem: diarreias (Campylobacter) e úlcera de estômago (H. pylori).

os-beneficios-do-alho-para-a-saudeAtuação: contém alicina, que é responsável por seu aroma. Estudos da Universidade do Estado de Washington, nos Estados Unidos, mostraram que um derivado da alicina rompe o filme protetor da Campylobacter e muda sua estrutura enzimática até matá-la. A Campylobacter é conhecida por contaminar alimentos e provocar diarreia. “É um indicativo de que o alho pode ser utilizado como antibacteriano natural, além de proteger a comida”, diz Xiaonan Lu, microbiologista e autor da pesquisa. A alicina ainda atua sobre o RNA da H. pylori, causadora de úlceras e do câncer de estômago.

Uso: como tempero de carnes e para refogar pratos quentes.

Quantidade sugerida: 600 mg de alho por dia, o equivalente a 1 dente cru.


2) EQUINÁCEA

EquinaceaÉ um antibiótico natural, a equinácea ajuda a combater bactérias, vírus, fungos e outros micróbios causadores de doenças. A equinácea estimula de várias formas o sistema imunológico que é fundamental na luta contra as infecções. Além disso, estimula a produção celular de uma substância denominada interferon (um antiviral natural).

Como esses efeitos são relativamente efêmeros, é melhor tomar a equinácea em intervalos frequentes – até de duas em duas horas durante infecções agudas.


3) GENGIBRE

benefícios-do-gengibre-na-saúdeO gengibre é uma verdadeira panaceia para a saúde. Atua como um desinfetante do organismo, impedindo que os germes se desenvolvam.

Pode ser consumido fresco, como um alimento em si, ou sob a forma de especiarias e condimentos, depois de ser secado e reduzido em pó.

Antigamente, o gengibre era utilizado na produção de xaropes para curar dores de garganta.

Tem uma ação anti-séptica que pode ser a responsável pela fama, tanto que muitos profissionais que usam a voz, falam que um dos seus segredos para cuidar da voz é mastigar lentamente um pedaço de gengibre.

No entanto, esse hábito é contra-indicado por que o gengibre possui também propriedades anestésicas e esta anestesia tópica diminui bastante o controle da emissão vocal.

Por ser um alimento termogênico não deve ser ingerido por quem tem pressão alta.


4) PRÓPOLIS

A propolis é um antibiótico natural isento de efeitos colaterais.

uso-do-extrato-de-propolis-na-medicina-natural2As propriedades terapêuticas da Propolis foram descobertas em tempos remotos. Já os antigos egípcios a utilizavam para cuidar do aparelho respiratório, de estados gripais, infecções de pele, cicatrização de feridas e outras infecções variadas.

A própolis pode ser usada tanto na prevenção como no tratamento da gripe, asmas, bronquites e consipações. O seu uso já é consagrado no tratamento de sinusites, amidalites e renites.

Não pode ser ingerido por muito tempo seguido porque acaba agindo, também, contra as bactérias que são importantes para o bom funcionamento do organismo.


5) AÇAFRÃO

O açafrão é extraído dos pistilos de flores de Crocus sativus, uma planta da família das Iridáceas. Para se obter um quilo de açafrão seco, são processadas manualmente cerca de 150 mil flores.

Tem propriedades antidepressivas, antiespasmódicas e sedativas. Como infusão, usa-se no tratamento da asma, coqueluche, histeria, cálculos dos rins, fígado e bexiga. No combate às hemorróidas é usado como cataplasma quente.


6) ORÉGANO

oreganoO orégano é um tempero conhecido no mundo inteiro. Mas além do sabor e do aroma marcantes, essa erva também é muito benéfica para a saúde. Ele é rico em substância antibacterianas e, por isso, previne uma série de doenças. O orégano também contém antioxidantes, que reforçam o sistema imunológico e combatem os radicais livres. Basta adicionar as folhas cruas ou secas em suas receitas para aproveitar todos esses benefícios.

Estimulante das funções gástricas e biliares, funciona como sedativo, diurético e expectorante. Folhas frescas amassadas podem ser usadas em compressas para aliviar inflamações. Também é carminativo, emenagogo e diaforético. Bom para dores reumáticas, parasiticida, tem uma acção estimulante sobre o sistema nervoso. O chá morno pode ser usado em bochechos para aliviar dores de dentes, inflamação de gengivas e mucosas. Infusão é recomendada para as dores de cabeça nervosas e a irritabilidade.


7) AZEITONA

AZEITONAS-Um-petisco-saudavelFornecerem potentes antioxidantes, como a vitamina E e os compostos fenólicos. Estas moléculas neutralizam os radicais livres, altamente instáveis e oxidantes, protegendo da oxidação as células do nosso corpo. Lembrem-se que a vitamina C (antioxidante) do sumo de limão consegue evitar que fique castanha (por oxidação) uma maçã descascada deixada ao ar.

 


8) SEMENTES DE UVA

extrato+de+semente+de+uvaAs sementes de uva são utilizadas para tratamento de problemas relacionados com o coração e vasos sanguíneos, como arteriosclerose, pressão alta, colesterol alto, e má circulação. Outras razões para usar as sementes de uva incluem complicações relacionadas a diabetes (como danos aos nervos e olhos), problemas de visão (como degeneração macular), e inchaço após lesão ou cirurgia. O extrato de sementes de uva também é usado para prevenção de cancros e cura de feridas.


9) CEBOLINHA

4-maneiras-de-conservar-a-cebolinha-por-mais-tempoA cebolinha é uma boa fonte de vitaminas A e C, sendo, assim, um bom auxílio no combate à gripe e às doenças respiratórias em geral. Além disso, a hortaliça auxilia na digestão e estimula o apetite.

 

 


10) CEBOLA

CebolaDoenças que previnem: intoxicação alimentar provocada por Listeria monocytogenes, Escherichia coli e Staphylococcus aureus.

Atuação: uma pesquisa in vitro realizada pela Universidade de Barcelona, na Espanha, mostrou que extratos de cebola podem inibir o crescimento de uma grande variedade de bactérias que provocam intoxicação alimentar. Isso graças a duas propriedades antioxidantes conhecidas como quercetina (encontrada em maior quantidade na cebola roxa) e campferol.

Uso: utilize a cebola para temperar carnes, vegetais e como ingrediente de maioneses, que são vulneráveis à contaminação por bactéria.

Quantidade sugerida: 1 cebola média por dia.

 

Procure sempre um nutricionista para avaliar sua dieta!