Dieta ou exercícios: qual protege mais o coração?

0
360

Pesquisadores americanos decidiram avaliar qual intervenção é mais eficiente entre pessoas que estão acima do peso.

Cientistas da Universidade Saint Louis, nos Estados Unidos, descobriram que não importa qual a estratégia escolhida – comer melhor ou focar nos exercícios. Para blindar o coração, o crucial mesmo entre quem está acima do peso é simplesmente… emagrecer. “Para homens e mulheres com sobrepeso, um emagrecimento modesto já confere uma boa proteção contra doenças cardiovasculares, independentemente de isso ter sido conquistado com exercícios, uma dieta saudável ou ambos”, disse Edward Weiss, um dos autores da investigação.

No trabalho, o pesquisador e sua equipe dividiram 52 homens e mulheres acima do peso em três grupos. Um fez dieta, o outro apostou nos exercícios e o terceiro investiu em ambos os hábitos. Para completar, eles receberam a missão de eliminar 7% do peso em um período de 12 a 14 semanas. Os experts analisaram como essas mudanças afetaram indicadores de saúde cardiovascular, como pressão, frequência cardíaca e níveis de colesterol ruim.

Os cientistas descobriram, então, que as três estratégias foram igualmente eficientes em melhorar a saúde cardiovascular dos participantes. Para ter a ideia, o risco cardíaco dos voluntários caiu cerca de 10%. 

Apesar dos resultados, Weiss afirmou que o fato de uma pessoa emagrecer não deve ser encarado como sinal verde para se empanturrar de comidas pouco saudáveis ou ficar encostado no sofá. Ele afirma que o melhor caminho para ter uma vida saudável ainda é combinar uma alimentação equilibrada à prática regular de atividades esportivas. “A inatividade física por si só representa um risco para o desenvolvimento de doenças cardíacas”, reforça.