Especialistas divergem sobre benefícios da ingestão da maltodextrina

0
592

Disco de Composição dos Alimentos Nutri-VidaTexto extraído de: http://www.diabetenet.com.br
Especialistas divergem sobre alardeados benefícios da ingestão da mistura antes da prática de exercícios. Enquanto uns garantem que o desempenho melhora, outros juram que nada muda.
Os carboidratos têm a importante função de fornecer a maior parte da energia, em forma de glicose, de que o organismo precisa. Transformado pelo corpo em glicogênio, eles ajudam, principalmente, na prática de exercícios prolongados, pois fornecem energia para a contração muscular. Por conta disso, as bebidas com carboidratos têm sido cada vez mais procuradas, já que podem ser facilmente ingeridas antes, durante e depois do treino.
O efeito do consumo de líquidos com carboidratos antes da atividade física, contudo, é questionado por alguns estudos. Enquanto alguns apontam que a ingestão melhora o rendimento, outros garantem que nenhuma mudança é perceptível, mas que também não há diminuição na performance.
Para tentar explicar o que ocorre com o organismo ao consumir uma bebida com carboidrato, os pesquisadores Katiuce Sapata, Ana Paula Fayh e Álvaro de Oliveira fizeram testes com 10 voluntários. Trinta minutos antes de iniciar o exercício, cada um ingeriu, sem saber do que se tratava, 250ml de um tipo de bebida. Uma continha maltodextrina, outra era Gatorade com glicose, e uma terceira, suco dietético (ou seja, um placebo).
A conclusão da pequisa foi que “o consumo de bebidas com diferentes tipos de carboidratos (simples e complexos) e de alto índice glicêmico antes do exercício não foi capaz de alterar o desempenho dos voluntários”. Entretanto, o artigo afirma que quem ingeriu a solução teve “alterações na glicemia durante o exercício, após o consumo de bebidas à base de glicose e de maltodextrina e aumento da frequência cardíaca após o consumo da glicose”.
Discordância
A nutricionista desportiva Larissa Cerqueira, entretanto, tem uma opinião diferente em relação à conclusão dos estudos. Ela diz que a função da bebida com carboidrato é retardar a fadiga muscular e que ela tem eficácia no rendimento. “Quando se coloca carboidrato no organismo, mantêm-se os níveis de açúcar e impede-se um quadro de hipoglicemia, que pode ocasionar fadiga”, explica. “Se a fadiga é retardada, é possível prolongar o exercício e, com isso, ter um desempenho melhor.”
A também nutricionista Bianca Ferreira de Paula concorda com a colega. Ela lembra que nem todos que praticam atividade física necessitam desse tipo de mistura. “Para atletas de alto rendimento, principalmente, é importante ingerir uma bebida com carboidrato antes do exercício de longa duração. Para quem não precisa, em vez de ser um suplemento, pode aumentar o peso”, alerta.
O advogado Gustavo Faria utiliza maltodextrina por volta de 30 minutos antes de correr ou de malhar. O atleta amador de 28 anos conta que bebe a mistura há cerca de dois anos. “Eu não tomava suplementação. Comecei a usar por indicação de uma nutricionista. Ela me passou como uma opção de carboidrato de absorção mais rápida”, relata. “Eu prefiro tomar a maltodextrina do que comer um pão, por exemplo, que tem a digestão mais lenta. Me sinto melhor. Fico com energia mais rápido.”
De acordo com as especialistas, se tiver uma alimentação balanceada, um atleta amador pode alcançar os mesmo efeitos que consegue com as bebidas com carboidratos. “O que importa é que a pessoa esteja bem alimentada durante o dia inteiro, e na hora da atividade física esteja com estoques de glicogênio suficientes para a prática do exercício”, ensina Larissa.
Em gel ou pó
A maltodextrina é um carboidrato proveniente do amido do milho. Em forma de gel e pó — que pode ser misturado com água, leite, iogurte ou suco —, é comumente utilizada por atletas de alto rendimento em substituição a carboidratos que demoram mais a serem digeridos.
AS CATEGORIAS
Os carboidratos são divididos da seguinte forma:
» Monossacarídeos
Glicose e frutose
» Dissacarídeos
Sacarose, maltose e lactose
» Polissacarídeos
Carboidratos complexos, como a maltodextrina
Índice glicêmico
O organismo não digere nem absorve todos os carboidratos com a mesma velocidade. Para avaliar o efeito deles sobre a glicose sanguínea, utiliza-se o índice glicêmico. Esse índice pode ser usado como um guia de referência para a escolha de carboidratos para os esportistas. Quanto mais intenso for o exercício, maior será a dependência do carboidrato como combustível.